2

Suco verde com lima

Receita 001Ingredientes:
Suco de 2 limas
1/2 pera
1 folha de couve (retire o talo central) ou 2 cubinhos de gelo de couve*

Modo de Fazer:
Bater todos os ingredientes no liquidificador. Beber sem coar.
Como fazer os cubos de gelo: Bata os ingredientes abaixo no liquidificador com 1 litro de água e coloque nos cubinhos de gelo para gelar. Usar de 1 a 2 cubinhos em cada suco.Ingredientes “Cubinhos”:2 xíc de couve picada1 xíc de agrião picado 1/2 xíc de salsinha 1/2 xíc de hortelã.

Avaliação do consumo de nutrientes antioxidantes por mulheres fisicamente ativas

Atualmente, sabe-se que a ação dos radicais livres pode resultar em dano tecidual ou na produção de compostos tóxicos ou danosos aos tecidos, processo o qual é denominado de estresse oxidativo. Dada a importância da ingestão de antioxidantes na dieta humana, este estudo propõe-se a avaliar o consumo destes nutrientes em mulheres que praticam atividades físicas de forma regular, em uma assessoria esportiva brasileira. Foram entrevistadas 33 mulheres fisicamente ativas na cidade de São Paulo. Para a avaliação do consumo de nutrientes antioxidantes, foi desenvolvido um questionário de freqüência alimentar contendo os principais alimentos fontes de vitamina C, A, E, betacaroteno, zinco e selênio. Para análise do consumo de nutrientes antioxidantes, foi realizado o método qualitativo para avaliação dietética. A partir da mensuração do consumo de nutrientes nos questionários de freqüência alimentar, os dados obtidos foram comparados aos valores propostos pelas Dietary Reference Intakes ( 2000). Do ponto de vista antropométrico, a maioria (86%) das mulheres apresentara-se eutrófica. Observou-se que um alto percentual de mulheres enquadrava-se num consumo abaixo do recomendado de antioxidantes (52% em relação ao consumo de Vitamina C; 57% em relação ao consumo de Vitamina E; 52% em relação ao consumo de Vitamina A; 52% em relação ao consumo de zinco; e 24% em relação ao consumo de selênio). O selênio foi o nutriente analisado que apresentou maior percentual de consumo adequado (76%). Em função da importância destes nutrientes na saúde humana, na prevenção do estresse oxidativo e processo inflamatório desencadeados pelo exercício, estes resultados mostram que maiores esforços por parte da equipe de nutrição devem ser realizados para adequar o consumo de micronutrientes antioxidantes. Em adição, mais pesquisas serão (?) necessárias para se avaliar o consumo destes nutrientes em outras populações fisicamente ativas e as estratégias nutricionais capazes de melhorar tal consumo.

Palavras- chave: antioxidante, esportistas, nutrição.

Baixar o artigo completo em formato PDF

O papel do chocolate amargo sobre a inflamação

Noticia 3 janainaPesquisas com chocolate tem recebido atenção especial nos últimos anos, em especial no que diz respeito ao papel do chocolate amargo sobre a inflamação. A inflamação – aqui definida como a resposta biológica complexa de tecidos vasculares a estímulos nocivos – é sustentada por diversos mediadores envolvidos na regulação de alterações vasculares e recrutamento de células inflamatórias. Todos estes mediadores podem ser inibidos pelo chocolate amargo. Os grãos de cacau e seus produtos derivados, como o chocolate, são ricos em antioxidantes, como catequinas, epicatequinas e procianidinas, que são os principais responsáveis pelos efeitos benéficos à saúde.

Referência bibliográfica:
di GIUSEPPE, R.; DONATI, M.B.; de GAETANO, G. et al. The role of dark chocolate on inflammations: a bitter taste for a better life. Bioative Food as Dietary Interventions for Arthritis and Related Inflammatory Disease; 2013.